Apesar de não ser o fator número 1 para um match de sucesso, de acordo com uma pesquisa de 2016 da NRMP (National Resident Matching Program), 44% dos diretores de programas de residência nos EUA consideram o envolvimento e interesse na pesquisa científica um aspecto importante para a seleção de candidatos para entrevista, podendo te destacar entre outras pessoas igualmente competentes e servir como critério de desempate. Isso, porque uma pesquisa científica consistente e robusta mostra comprometimento com o desenvolvimento e evolução da medicina e da sua carreira profissional, além de demonstrar seu interesse pela especialização e suas habilidades de análise, produtividade e interpretação da literatura médica.

             Para sua pesquisa funcionar como um ponto a seu favor, destacando as características citadas acima, você deve considerar dois fatores principais: a área de pesquisa e o lugar onde foi realizada. Publicações científicas na área em que se deseja fazer residência são mais valiosas, assim como aquelas realizadas em universidades americanas ou reconhecidas pelos profissionais do país ou ainda sob mentoria de profissionais com formação nos EUA. Premiações também trarão ainda mais destaque à publicação. Por outro lado, pesquisas não publicadas ou não finalizadas podem ajudar os avaliadores a escolher outro candidato.

A publicação científica perfeita para o seu application demanda tempo e dedicação. Caso ela não seja grande foco dos programas de residência escolhidos por você, opte por se empenhar na melhora dos fatores cruciais que ainda não estejam no nível desejado.

Um dos fatores decisivos para o sucesso no Match são as cartas de recomendação. Além de cartas escritas por profissionais brasileiros, é importante apresentar também as escritas por profissionais americanos, que costumam ser obtidas através dos contatos feitos nos estágios nos EUA.

Na hora de se candidatar a um estágio no país, considere os programas de pesquisa, especialmente aqueles que também te trarão alguma experiência prática. Além das cartas de recomendação, você aprenderá os protocolos de pesquisa do sistema médico americano e ganhará habilidades que serão úteis durante os anos de residência médica nos EUA – uma vez que você terá períodos dedicados à pesquisa, como é exigido pela ACGME (Accreditation Council for Graduate Medical Education) – e toda sua carreira profissional, como pesquisador ou não.

Navegue pelo nosso blog para aprender sobre os fatores mais importantes para os avaliadores – aqui já falamos sobre os personal statements, vários tipos de estágio e as etapas do USMLE! Estamos juntos nessa caminhada até a obtenção da licença médica americana!

Entre em contato conosco pelo instagram para tirar suas dúvidas e conhecer melhor nossos cursos preparatórios, que incluem consultoria individual e personalizada para te ajudar a traçar a melhor estratégia para o sucesso no tão sonhado Match!

Um abraço,
Até a próxima,
Juliana Soares Linn

Share This
%d blogueiros gostam disto: