[:pb]Muitos estrangeiros que desejam trabalhar nos EUA acabam desistindo de seus sonhos por não acreditarem que possam se transformar em realidade. Não vou dizer que o processo de revalidação de diploma médico para atuar em hospitais americanos seja fácil. Não é. E ponto! Mas está longe de ser algo inatingível. Se a abertura para IMGs (International Medical Graduates) já era atraente, o cenário que vem se configurando no país certamente levará a um incentivo ainda maior na próxima década.

Um estudo encomendado pela AAMC (Association of American Medical Colleges) aponta para a escassez de mais de 100 mil médicos até 2030. De acordo com o documento, lançado em 2017, o número de profissionais não acompanha o crescimento da população, que deve aumentar até 12% nesse mesmo período. Sem falar na quantidade de americanos mais velhos: a projeção é que o número de pessoas com mais de 75 anos (que demandam de duas a três vezes mais serviços) aumente em até 73% até 2030. Outro fator que afeta esse cenário é que um terço dos médicos atualmente ativos terão mais de 65 anos no final da próxima década.

Realizado pela HIS Markit, o estudo estima que, apenas para atenção primária, a escassez de médicos possa chegar a 43.100 médicos e o cenário para especialidades médicas pode chegar a uma demanda de 61.800 profissionais. Um recorte da área de cirurgia, por exemplo, indica a escassez de até 29.000 cirurgiões.

Em reportagem publicada no site da AAMC, na ocasião da divulgação da pesquisa, a diretora de saúde da instituição, Janis Orlowski, ressalta ainda que “se houvesse utilização equitativa (com acesso aos serviços de saúde para as populações carentes), as necessidades da força de trabalho seriam ainda maiores. Essa é uma questão importante a ser lembrada, pois planejamentos um futuro mais justo”, comentou Orlowski.

O resultado desse cenário é que a AAMC, que se dedica a promover a educação médica para atender às crescentes necessidades da sociedade, tem defendido um aumento do apoio federal para mais de 3 mil cargos de residência médica anualmente, nos próximos cinco anos.

Enfim, já passou da hora de começar a se preparar! Se quiser saber mais sobre a inscrição para programas de residência, dê uma olhada nos outros artigos que publicamos aqui no blog.

Um abraço,
Juliana Soares Linn

[:]

Share This
%d blogueiros gostam disto: