O quanto o lugar que você mora interfere na sua qualidade de vida? Um programa de residência médica aqui nos Estados dura de 3 a 4 anos, e mais 2 ou 3, se você quiser seguir em uma subespecialidade. Para algumas pessoas, a decisão sobre em qual cidade vai passar esse tempo tem um peso grande na hora de escolher para que programas aplicar.

Clima, tamanho, custo de vida, impostos, receptividade com estrangeiros, segurança, tudo isso deve ser levado em conta na sua decisão. Assim como o Brasil, os Estados Unidos são um país de dimensões continentais e realidades bastante específicas em cada região.

O custo de vida pode ser decisivo na sua avaliação. Numa cidade pequena, com certeza, os valores de aluguel e bens de consumo são muito mais baixos do que em grandes centros. O preço de gasolina e serviços (energia, água e impostos) também varia muito. Por falar em impostos, você sabia que Alasca, Delaware, Montana, New Hampshire e Oregon não cobram impostos sobre vendas de varejo? Já entre as cidades com maior custo de vida estão: San Francisco, Nova York, San Jose, Washington, Boston e Seattle.

Ter uma rede de apoio também pode ser um um ponto importante. Se você tem conhecidos em algum lugar isso deve ser considerado, não acha? Para algumas pessoas, a cena cultural tem o seu valor: ter opções de eventos pode dar um up na sua semana. Mas, de verdade, com a rotina puxada dos programas de residência, pode ser que sua ideia de lazer e descanso se adapte bem a um filminho e boa companhia.

Outras coisas que você pode querer considerar: tempo de deslocamento até o hospital, opções de transporte, tamanho da cidade. Qual é a sua vibe? O quase anonimato numa cidade grande ou ser chamado pelo nome naquele restaurante especial?

Para ter uma ideia geral, pode ser divertido dar uma olhada no aplicativo desenvolvido pelo HighSpeedInternet.com. Você escolhe as qualidades que são importantes para você e a ferramenta te mostra uma lista de cidades que seriam as melhores e as piores dentro do perfil.

Tudo isso e você vai se deparar com o mais importante, talvez: quais estados são mais amigáveis com IMGs (International Medical Graduates)? Com base em um estudo de 2019 que analisou as taxas de correspondência por especialidade e estado, os 10 locais mais “IMG Friendly” são: Nova York, Michigan, Flórida, Pensilvânia, Nova Jersey, Texas, Califórnia, Ohio, Illinois e Massachusetts.

Sob o ponto de vista de especialidades, quando analisados os percentuais de vagas preenchidas por IMGs no total oferecido, as estatísticas do Match 2020 apontam que entre as especialidades mais “amigáveis” estão: Patologia, Cirurgia Geral, Medicina Interna, Neurologia, Radiologia, Medicina da Família, Pediatria e Psiquiatria. Já quando a análise é feita baseada no número absoluto de vagas preenchidas por estudantes estrangeiros, Medicina Interna é a que mais teve correspondências, seguida por Medicina da Família, Pediatria, Cirurgia e Patologia.

Muita coisa pra considerar, não é mesmo? Por isso que sempre aconselho: mesmo que não vá prestar os exames agora, nunca é cedo para começar a fazer sua pesquisa e traçar objetivos. Se você tem o sonho de fazer residência aqui nos EUA, planejamento é fundamental! Querendo conversar mais para tirar dúvidas, mande um direct pra gente.

Um abraço virtual
e até a próxima,
Juliana Soares Linn

Share This
%d blogueiros gostam disto: