Oi pessoal! Para continuar nossa série de posts sobre diferentes especializações e os programas de residência, hoje vamos falar sobre Radiologia! Se você tem o sonho de seguir nessa área nos EUA, fique atento aos detalhes que podem te ajudar a conseguir um Match!

Existem, em geral, dois tipos de programa de residência em Radiologia. Aqueles que integram Radiologia Diagnóstica (DR) e Radiologia Intervencionista (IR) – que costumam ser mais concorridos – e os focados apenas em DR. Caso queira se especializar em IR, procure aplicar para ambos os tipos de programas ou fazer uma subespecialização em IR após a residência. Independentemente do seu caso, lembre-se de selecionar os programas mais amigáveis para IMGs, aumentando suas chances de ser chamado para entrevista.

O desempenho no USMLE ainda é o critério número um para seleção do candidato, mas, com as mudanças no sistema de avaliação, os outros fatores ganham mais destaque. Publicações científicas, boas cartas de recomendação e personal statement bem escrito, além da experiência clínica nos EUA, vão te destacar em meio aos candidatos.

Para isso, busque se inserir em projetos de pesquisa ainda no começo da faculdade – idealmente na área de radiologia – e lembre-se da importância do networking, que pode te ajudar a conseguir suas cartas de recomendação, especialmente durante os estágios nos Estados Unidos.

Para que o residente seja capaz de realizar e interpretar exames de diagnóstico por imagem, além de, caso tenha se especializado na área Intervencionista, realizar procedimentos guiados por imagem (como biópsias, drenagens, embolização de tumores e angioplastias), deverá cumprir com os 4 anos do programa. Durante esse tempo, você passará por rotações em todas as áreas da Radiologia e contará com períodos dedicados a pesquisas. Some mais um ou dois anos se quiser fazer subespecializações como Radiologia Musculoesquelética, Radiologia Pediátrica e Neurorradiologia.

As bolsas para residentes ficam em torno US$5.698,67 por mês durante o primeiro ano e US$ 8.342,70 durante o último, além de poder receber reembolsos de gastos como a taxa do USMLE Step 1, dependendo do programa escolhido.

Ao final dessa longa trajetória, o Radiologista que atua nos Estados Unidos (que pode ser você!) poderá contar com um salário de, em média, US$415.590,00 – variando entre US$361.290,00 e US$480.790,00.

Para te ajudar a garantir sucesso no USMLE e dar todo o suporte no processo da obtenção da licença médica, a MBSA oferece cursos preparatórios e atendimento individual e personalizado! Entre em contato conosco pelo Instagram para saber mais e acesse o blog para aprender sobre o USMLE e todos os detalhes da vida de residente nos EUA!

Confira também as notas médias no Step 1 e a porcentagem de IMGs de alguns programas de residência:

Darthmouth:
Step 1 (Radiology-Diagnostic): >245
16,7% IMGs (Radiology-Diagnostic)
Step 1 (Interventional Radiology-Integrated): 236 – 245

Harvard:
Step 1 (Radiology-Diagnostic): >245
13,9% IMGs (Radiology-Diagnostic)

Johns Hopkins:
Step 1 (DR): mínimo de 220
Step 1 (Interventional Radiology-Integrated): >240
Step 2 (Interventional Radiology-Integrated): mínimo de 210

Cornell:
Step 1 (Radiology-Diagnostic): 236 – 245
Step 1 (Interventional Radiology-Integrated): >240

Um abraço,
Até a próxima,
Juliana Soares Linn

Share This
%d blogueiros gostam disto: