Se escolheu a medicina porque acredita que pode ajudar pessoas a terem ganhos concretos em suas vidas, este texto é para você. Os resultados palpáveis que quer atingir podem estar na carreira de cirurgião ortopédico e a realização profissional que tanto almeja pode ter início ao participar de um programa de residência nos Estados Unidos.

Nas palavras do diretor do programa da residência em cirurgia ortopédica do Sistema de Saúde da Universidade Riverside, em Moreno Valley (Califórnia), “a ortopedia é uma especialidade muito gratificante porque você está trabalhando com pacientes com um problema significativo e, muitas vezes, está corrigindo. Você vê a funcionalidade e a qualidade de vida de seus pacientes melhorar drasticamente”.

Se você quer encarar este desafio, é bom começar a se preparar o quanto antes. Um estágio nos Estados Unidos é sempre uma ótima maneira de conseguir alcançar requisitos que serão importantes na hora da seleção. Experiências do tipo hands on, como os externships, são sempre as mais indicadas, mas os observerships (modalidades que chamamos de shadowing only) também te ajudarão na hora de conseguir cartas de recomendação (LORs – Letters of Recommendation), que serão fundamentais ao ingresso em um programa de residência.

Você precisará também da mesma literatura médica na qual os americanos se baseiam para serem aceitos. Já deixe à cabeceira da cama: “Orthopedics Made Ridiculously Simple” e “Netter’s Concise Orthopaedic Anatomy”. Durante as entrevistas, você será questionado sobre que livros da área leu e o conhecimento destes dois títulos já o nivela bem no Programa Nacional de Correspondência de Residentes (NRMP).

De quebra, já ganha também uma bagagem de conhecimentos teóricos que serão importantes uma vez que, para atingir o resultado necessário ao ingresso no programa, terá de cumprir os steps 1 e 2 do United States Medical Licensing Examination (USMLE) com ótimos resultados.

Cerca de 10% das vagas em cirurgia ortopédica são reservadas a estrangeiros, sendo selecionados 25% dos que concorrem a elas. Nós podemos ajudá-lo a estar entre eles. O processo é longo, mas você verá que não é bicho de sete cabeças. Até se tornar um profissional da área, você terá pelo menos cinco anos de residência pela frente. De acordo com o relatório de 2018 da Medscape as bolsas de estudo giram em cerca de US$ 60.100,00 ao ano.

Para ampliar as suas chances de dar match em um programa, tenho uma dica fundamental: busque as instituições que são amigáveis a estrangeiros. Conheça a lista com os programas de cirurgia ortopédica receptivos a médicos formados em outros países.

As inscrições são realizadas por meio do Serviço de Solicitação de Residência Eletrônica (ERAS). Além do histórico escolar, os graduados médicos estrangeiros devem possuir um certificado da Educational Commission For Foreign Medical Graduates (ECFMG) válido.

O salário médio de um cirurgião ortopédico nos Estados Unidos está em US$ 487.650, variando normalmente entre US$ 383.400,00 e US$ 630.910,00 o que aumenta a procura por esta especialidade. Para encontrarem este futuro profissional, os examinadores também levarão em conta aspectos que não se restringem à experiência do candidato na área. Na fase de entrevista, a Duke Orthopedics, por exemplo, adota critérios como habilidades de comunicação, motivação, integridade, liderança e ética. Então, comece desde agora a se planejar. Se tiver alguma dúvida, pode mandar um Direct e a gente terá o maior prazer em conversar com você.

Um abraço,
Juliana Soares Linn

Share This
%d blogueiros gostam disto: