Oi pessoal!

Fazer residência médica em Portugal não é tão difícil quanto pode parecer. Por lá, sobram vagas para serem preenchidas: das 1.385 disponíveis no Serviço Nacional de Saúde (SNS) em 2020, apenas 908 foram finalizadas. São quase 500 vagas livres.

Em nosso último post do Blog da Residência Médica no Exterior, explicamos que não é necessário refazer a residência médica para conseguir atuar em Portugal. Mas caso você ainda não tenha começado e cogite fazer por lá, tem boas chances de conseguir. Por exemplo: Medicina Geral e Familiar tiveram 120 vagas sobrando em 2020.

Isso é explicado pelo fato de que muitos estudantes de Medicina portugueses preferem fazer sua residência em instituições privadas ou seguir para o exterior – seja por conta de concorrência ou salários ainda mais altos que os praticados em Portugal.

Por lá, a residência se chama Internato Médico – como explicamos detalhadamente neste eBook gratuito. O ingresso é feito pela via de uma prova unificada, a Prova Nacional de Seriação (PNA).

Para fazer a prova, é preciso ter concluído a graduação em Medicina ou o mestrado integrado em Medicina. Também podem participar aqueles que já revalidaram o diploma e estão inscritos regularmente na Ordem dos Médicos.

Foram 2.279 candidatos, para um total nacional de 1.885 vagas, distribuídas entre todas as especialidades e regiões.

Existem 45 instituições públicas que oferecem programas de Internato Médico em todo o país. Os  candidatos aprovados na PNA selecionam, por ordem de preferência, para quais delas desejam ir, conforme o mapa de vagas – veja o mapa de 2020.


A MBSA está com os maiores descontos de sua história neste mês de novembro. Essa é a hora: aproveite nossos preços para Portugal e comece ainda hoje sua jornada de revalidação rumo ao exterior. Conheça nossos cursos!

Share This
%d blogueiros gostam disto: