Olá, pessoal!

Se você gostaria de exercer a Medicina fora do Brasil, sabe que sempre trazemos ao blog textos completos com informações sobre os processos de revalidação de diploma, especialização e residência em outros países! Desta vez, a Espanha é a escolhida!

Com um dos melhores sistemas de saúde da Europa e do mundo, onde 90% da população faz uso do serviço público, a Espanha também está entre os países que sofre com a falta de médicos, especialmente devido à idade avançada dos profissionais ativos, que se aposentam em maior velocidade do que os novos podem se formar e especializar. Além da procura por mais profissionais qualificados, outro atrativo é a possibilidade de obter nacionalidade espanhola após dois anos de trabalho.

O sistema de saúde espanhol se divide em dois tipos de assistência: Atendimento Primário e Atendimento Especializado.

No Atendimento Primário, o paciente passa por consultas com Médicos da Família e exames. É também a área responsável pela vacinação e prevenção de doenças, além do atendimento de emergências. Já o Atendimento Especializado é utilizado quando o paciente é encaminhado a um Médico Especialista, principalmente em casos de maior gravidade.

Para poder oferecer qualquer um destes serviços você precisa, é claro, revalidar seu diploma. O processo é feito junto ao Ministério da Educação, e começa com a entrega de alguns documentos:

  • Formulário de solicitação de homologação preenchido;
  • Passaporte (original e cópia autenticada);
  • Diploma de Medicina brasileiro (original e cópia autenticada com tradução juramentada feita na Espanha);
  • Histórico Acadêmico (incluindo carga horária) com tradução juramentada;
  • Conteúdo programático das disciplinas cursadas com tradução juramentada;
  • Certificado de domínio da língua espanhola;
  • Pagamento da taxa de solicitação;
  • Visto.

Após a entrega dos documentos o Ministério da Educação pode demorar de 6 meses a 1 ano para responder.

A próxima etapa é o Exame MIR (Médico Interno Residente), uma prova com aproximadamente 220 questões que visam testar os conhecimentos do candidato acerta da grande área de medicina.

Quando é obtido um resultado satisfatório, o candidato pode seguir para uma residência, que dura entre 2 e 5 anos e acontece em hospitais ligados ao Ministério da Saúde.

Aqueles que desejarem integrar o sistema público podem receber em torno de 53 mil euros ao ano, sendo que o salário anual dos profissionais com maior especialização e tempo de atuação pode chegar a aproximadamente 65 mil euros.

E aí, está animado para seguir sua carreira na Europa? Nós da MBSA ficamos honrados de fazer parte dessa jornada! Se você tem dúvidas em relação aos processos de validação e provas, entre em contato conosco através do instagram! Te esperamos por lá!

Share This
%d blogueiros gostam disto: